5 atitudes para sua startup começar com o pé direito no mercado

22 de fevereiro de 2018

No Brasil, há um largo histórico de empresas que fecharam as portas por falta de um bom planejamento estratégico, que deve ser feito logo antes de o negócio ser lançado oficialmente e adequado nos primeiros meses de trabalho.

Uma pesquisa do SEBRAE apontou que a maioria das empresas que não obtêm sucesso no mercado teve um planejamento deficiente e deixou de investir em recursos para melhorar a gestão do negócio.

Se você está se preparando para entrar no mercado com sua startup e não quer repetir os erros dessas empresas, confira as principais atitudes que deve tomar.

Faça um Business Plan

O Business Plan, ou Plano de Negócios, é uma das ferramentas mais importantes para empreendedores que querem transformar suas ideias em empresas rentáveis.

É nele que são reunidas e organizadas informações importantes e que ajudarão a validar o seu modelo de negócio. No Business Plan você consegue analisar o mercado e seus concorrentes, traçar o perfil do seu futuro cliente, começar a desenhar o seu plano de marketing, estabelecer quais atividades farão parte da operação e como os recursos financeiros serão aplicados.

Depois que tiver completado seu Business Plan, ficará muito mais fácil entender a fundo como sua startup vai operar no dia a dia do negócio e prever como otimizar a operação.

Tenha um acordo claro com seu sócio

Muitas startups nascem de um acordo societário entre dois empreendedores, mas é importante, logo no começo da empresa, que as atribuições, direitos e deveres de cada um dos sócios fiquem bem claros.

Ainda que você confie e tenha certeza de que seu sócio tem os mesmos interesses e objetivos que você, é de extrema importância manter tudo formalizado e claro para garantir que o que foi combinado se cumpra no dia a dia.

Além disso, com o tempo, a situação pode mudar e é importante garantir que haja um registro oficial sobre o que foi definido no momento de construção da empresa para assegurar os direitos de cada sócio.

Adote o melhor regime tributário

O processo de escolha do regime tributário é muito delicado e pode interferir diretamente no sucesso da sua startup.

Isso porque adotar um regime tributário que não é o ideal para o tipo de atividade que você desempenha, ou o volume do seu faturamento dentro de um período, pode fazer com que sua empresa acabe pagando mais impostos do que o necessário e até levar sua marca a ter problemas judiciais sérios.

O ideal, nesse sentido, é conhecer melhor as características de cada regime tributário e contar com o suporte de um especialista para ajudar a fazer a melhor escolha.

Prepare-se para o digital

Hoje, dificilmente, uma empresa consegue se manter fora da internet. Mesmo que sua startup não use a web para comercializar produtos e serviços, é importante ter canais de comunicação que ajudem o consumidor a encontrá-la e a obter informações sobre ela.

E é preciso pensar muito bem o momento de “entrada” na internet, para garantir que seu site esteja dentro dos parâmetros de segurança e privacidade digital e seja funcional e atraente para quem o visita.

Conte com uma assessoria jurídica

A assessoria jurídica é o elemento-chave que vai ajudá-lo com todos os passos que foram descritos acima.

Aqui, o trabalho do advogado é dar total apoio à abertura da empresa, adequação do Business Plan e demais estratégias para que não conflitem com a legislação e antever problemas jurídicos que possam acontecer no futuro.

Para isso, Rogério Nogueira, sócio-fundador da Colaboradores, uma plataforma que facilita a gestão de convênios e parcerias empresariais, escolheu a Assis e Mendes para apoiá-lo em todo o processo de abertura à fluidez do seu negócio.

“Contratamos a assessoria jurídica da Assis e Mendes porque precisávamos de um pacote completo: um escritório que nos auxiliasse na parte trabalhista, tributária e também que tivesse conhecimento de tecnologia e das leis digitais.”

Rogério conta, ainda, que até mesmo a reunião e os questionamentos feitos pelos especialistas o ajudaram a refletir sobre pontos importantes do seu negócio e da sociedade.

Como resultado, Rogério recebeu uma análise completa sobre os prós e contras de cada caminho e os cuidados que sua startup precisaria tomar no desenvolvimento de cada estratégia para evitar problemas futuros.

Ele conta: “a assessoria tem sido muito presente. Todas as vezes que precisei de um conselho, dica ou até confecção de algum documento a resposta foi muito ativa e sempre tivemos muita disponibilidade”. Finalizando, o empresário revela, ainda, que a assessoria tem sido decisiva para que a empresa se mantenha sempre atualizada e segura.

Se você também quer garantir que o seu negócio comece acertando, contate a Assis e Mendes Advogados e conheça mais sobre a assessoria jurídica que vai ajudá-lo a estruturar e resguardar a sua empresa.

 

 

Compartilhe:

Mais Artigos

Informativo sobre distribuição de ação e acompanhamento processual

Resumo para consulta processual no TJSP

MITIGANDO RISCOS CONTRATUAIS: O PAPEL DA CLÁUSULA DE LIMITAÇÃO DE RESPONSABILIDADE

Nas relações contratuais, os riscos derivados da transação são uma ameaça constante, podendo comprometer a estabilidade de um negócio. Diante desse desafio, as empresas buscam estratégias para mitigar esses riscos, …

Guia orientativo: Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais com base no legítimo interesse – Você sabe como usar essa base legal dentro da sua organização?

No dia 02/02/2024 a ANPD publicou o seu mais novo guia orientativo denominado “Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais – legítimo interesse”, com o objetivo de esclarecer pontos relevantes …

RESPONSABILIDADE LEGAL NAS MÍDIAS SOCIAIS E MARKETING DIGITAL: DIRETRIZES PARA EVITAR QUESTÕES LEGAIS E LITÍGIOS

Nos últimos anos, o crescimento das mídias sociais e do marketing digital transformou o cenário da publicidade, tanto a nível nacional, quanto a nível mundial, oferecendo oportunidades para marcas e …

Maximizando a Proteção Patrimonial: O Papel Estratégico da Holding no Planejamento Sucessório

Quando nos aproximamos da fase da vida em que começamos a refletir sobre a transferência de nosso patrimônio para as próximas gerações, a preocupação com a segurança e a integridade …

O uso do Scraping e Web Crawler pode prejudicar a mim ou minha empresa?

O uso incorreto das ferramentas de raspagem da web pode trazer consequências desastrosas para sua empresa. Entenda como utilizá-las

Entre em contato

Nossa equipe de advogados altamente qualificados está pronta para ajudar. Seja para questões de Direito Digital, Empresarial ou Proteção de Dados estamos aqui para orientá-lo e proteger seus direitos. Entre em contato conosco agora mesmo!

Inscreva-se para nossa NewsLetter

Assine nossa Newsletter gratuitamente. Integre nossa lista de e-mails.