Proteção de dados de sucesso: pessoas certas, processos corretos e tecnologia adequada

24 de janeiro de 2022

Por Adriano Mendes e Jaime Muñoz (*)

Para dar certo, um projeto de proteção de dados deve começar com a escolha das pessoas certas envolvidas e quando existe o entendimento sobre a importância da segurança dos dados pessoais para a empresa, clientes e o negócio, principalmente quando se deve levar os rigores da LGPD e a importância do mapeamento dos processos no tratamento de dados.

Para avançar com o projeto de segurança de dados, inicialmente cada empresa deve designar as pessoas que lidam com grande volume de dados dentro da organização e que necessitam saber o que fazer com eles. No entanto, não devem considerar a LGPD como o fim de uma jornada de governança de dados, simplesmente, mas pensar na proteção de dados como parte do seu negócio, independentemente do seu tamanho ou segmento de mercado. E isso inclui as startups.

Ao criar uma estrutura confiável de dados, é necessário envolver a integração entre processos, pessoas e tecnologia. Com isso, as empresas serão capazes de garantir uma confiança na governança de dados e ir além do que determina as novas regras. E isso é, em última instância, bom para os negócios, uma vez que a proteção dos dados possibilita manter a reputação da marca e elevar a confiança do cliente.

As empresas que trabalham com um grande volume de dados são exatamente aquelas que podem enfrentar mais dificuldades em relação à adequação à LGPD, justamente porque, quanto maior o volume de dados a serem descobertos, classificados e adequados às novas regras, mais complexo será esse trabalho. É nesta hora que a tecnologia pode ajudar a identificar os dados que estão em poder da organização, realizar a sua classificação de acordo com a importância real que eles possuem. Não adianta, por exemplo, “trancar” os dados com uma solução de DLP e não saber exatamente que tipo de dado a empresa possui, o que ele significa e se ele pode ou não ser guardado.

A necessidade do compliance leva muitas empresas a buscarem sistemas de software que criar barreiras para qualquer possibilidade de vazamento de dados e garantir que não sejam penalizadas por algum tipo de incidente. Nem sempre isso poderá ser resolvido se os processos de negócios que envolvem os dados não estiverem corretamente ajustados. A LGPD vem deixando muitos gestores preocupados, mas o que eles devem ter em mente é que a segurança não depende apenas de alguma ferramenta específica que ajude na adequação às normas, que poderão ter bons resultados a partir da combinação entre processos, pessoas e tecnologias.

Pessoas: a capacitação necessária

Ambos os especialistas são unânimes em afirmarem que as falhas na capacitação das pessoas podem representar o elo mais fraco na cadeira da proteção dos dados. Isso porque, segundo eles, não há tecnologia capaz de impedir os erros humanos e é muito importante garantir a qualidade dos dados em uma cultura organizacional que leva em conta a confiança e o compromisso de todos com as políticas de segurança da informação. As empresas nunca podem esquecer da capacitação e educação das suas equipes.

Os dados: petróleo ou urânio?

Há algum tempo, os dados têm sido considerados “o novo petróleo”. Mas, ele prefere definir como sendo “urânio”. Isso porque, em sua análise, este urânio pode ser uma “energia limpa” ou uma “bomba atômica” para os negócios. Por isso, os dados precisam ser bem cuidados para não contaminar a empresa. Antes mesmo da LGPD, muitas empresas perceberam isso e passaram a cuidar melhor desta riqueza, tomaram as medidas certas e agora possuem a maturidade para saber o que fazer e já possuem, um plano de ação definido para trabalhar daqui pra frente.

Concluindo, as organizações devem encarar a proteção dos dados como uma vantagem competitiva e evitar problemas desnecessários com os clientes e autoridades regulatórias.

Os autores

Adriano Mendes, advogado especializado em Direito Digital e que atua como DPO para companhias de médio e grande porte – Veja no LinkedIn

Jaime Muñoz, diretor da HelpSystems, uma das maiores fornecedoras globais de tecnologias de segurança digital para o mercado corporativo – Veja no Linkedin

Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS – PORTAL NACIONAL no FACEBOOK…:
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/
<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte… www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. – Importante sobre Autoria ou Fonte..: – O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. – O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. – “Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao”. (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) – O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. – Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. – “Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO”.
<::::::::::::::::::::>

Fonte: https://www.segs.com.br/info-ti/327984-protecao-de-dados-de-sucesso-pessoas-certas-processos-corretos-e-tecnologia-adequada

Compartilhe:

Mais Artigos

Informativo sobre distribuição de ação e acompanhamento processual

Resumo para consulta processual no TJSP

MITIGANDO RISCOS CONTRATUAIS: O PAPEL DA CLÁUSULA DE LIMITAÇÃO DE RESPONSABILIDADE

Nas relações contratuais, os riscos derivados da transação são uma ameaça constante, podendo comprometer a estabilidade de um negócio. Diante desse desafio, as empresas buscam estratégias para mitigar esses riscos, …

Guia orientativo: Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais com base no legítimo interesse – Você sabe como usar essa base legal dentro da sua organização?

No dia 02/02/2024 a ANPD publicou o seu mais novo guia orientativo denominado “Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais – legítimo interesse”, com o objetivo de esclarecer pontos relevantes …

RESPONSABILIDADE LEGAL NAS MÍDIAS SOCIAIS E MARKETING DIGITAL: DIRETRIZES PARA EVITAR QUESTÕES LEGAIS E LITÍGIOS

Nos últimos anos, o crescimento das mídias sociais e do marketing digital transformou o cenário da publicidade, tanto a nível nacional, quanto a nível mundial, oferecendo oportunidades para marcas e …

Maximizando a Proteção Patrimonial: O Papel Estratégico da Holding no Planejamento Sucessório

Quando nos aproximamos da fase da vida em que começamos a refletir sobre a transferência de nosso patrimônio para as próximas gerações, a preocupação com a segurança e a integridade …

O uso do Scraping e Web Crawler pode prejudicar a mim ou minha empresa?

O uso incorreto das ferramentas de raspagem da web pode trazer consequências desastrosas para sua empresa. Entenda como utilizá-las

Entre em contato

Nossa equipe de advogados altamente qualificados está pronta para ajudar. Seja para questões de Direito Digital, Empresarial ou Proteção de Dados estamos aqui para orientá-lo e proteger seus direitos. Entre em contato conosco agora mesmo!

Inscreva-se para nossa NewsLetter

Assine nossa Newsletter gratuitamente. Integre nossa lista de e-mails.