Depois do grande volume de companhias que tiveram dados vazados e com as diretrizes do GDPR já em ação, a proteção de dados e a segurança na internet se tornou um assunto ainda mais importante para as empresas.

Hoje os dados confidenciais de clientes e fornecedores, bem como as operações realizadas pelas empresas  são bem preciosos para os criminosos. Eles utilizam armas como phishing e ransomwares para sequestrar informações e cobram um preço alto para devolvê-las, ainda que, em muitos casos, isso não aconteça.

Além do preço cobrado pelos criminosos, as empresas que têm sua segurança violada ainda podem ser obrigadas a pagar indenizações aos afetados e aumentar o investimento em infraestrutura e software. E tudo isso tem um preço.

Uma empresa de segurança russa apurou que o custo médio desses incidentes é de mais de US$ 1,2 milhão para as companhias. Além disso, os incidentes de violação e vazamento de informações aumentaram significativamente desde 2015 e atingem, hoje, empresas de todos os portes.

Além da perda financeira direta, a reputação das empresas que  têm suas barreiras de segurança afetadas também costuma ser prejudicada. Com isso, elas podem perder a confiança de clientes atuais e futuros, o que compromete ainda mais o  faturamento.

A verdade é que não há fórmula mágica para evitar um vazamento de dados. Mas existem algumas atitudes que você pode tomar para diminuir as chances do seu negócio sofrer uma violação digital. Na sequência,  você confere 7 delas:.

Escolha os melhores fornecedores

Qualquer empresa que tenha algum tipo de atuação virtual precisa tomar cuidado na hora de escolher seus fornecedores.

A hospedagem do seu site, a ferramenta que usa para gerenciar a loja virtual, o banco de dados e todos os instrumentos necessários para manter ou processar os dados em qualquer nível precisam ser altamente confiáveis.

Para fazer a escolha certa, priorize empresas que sejam líderes de mercadoe  tenham boa reputação. Detalhe os níveis de segurança e disponibilidade que oferecem.

Tenha boas senhas e mude-as de tempos em tempos

As senhas de acesso também devem receber atenção especial se você deseja evitar vazamento de informações e reduzir a vulnerabilidade da sua empresa.

Quando for escolhê-las, fuja de senhas muito simples e convencionais, como sequências de números ou letras. Evite também palavras como “senha” e o nome ou número de telefone da sua empresa.

O ideal é mesclar letras maiúsculas, minúsculas, números, letras e caracteres especiais para criar uma senha mais eficiente.

De tempos em tempos você também deve mudar as senhas principais, em especial quando algum funcionário que tinha acesso as elas tiver saído da sua equipe.

Invista na criptografia

A criptografia transforma as suas informações em uma espécie de enigma que só pode ser desvendado por quem conhece o segredo.

Ela é importante principalmente para as empresas que lidam com transmissão de dados sigilosos, como número de cartão de crédito e endereços. Isso porque quando as informações são criptografadas, mesmo que um criminoso as intercepte, não poderá utilizá-las.

Capacite sua equipe

Os seus funcionários também precisam estar cientes do quanto é fundamental proteger os dados que vocês detêm.

Para isso, é fundamental criar uma política de segurança digital interna. Nela você deve enumerar as melhores práticas para evitar que vírus e outros instrumentos utilizados pelos malfeitores infectem os seus computadores e outros dispositivos da empresa. Oriente-os também sobre o que deve ser feito caso uma das máquinas seja afetada ou ocorra um vazamento de informações.

Tenha um plano

Evitar é importante, mas também é essencial ter um plano caso você venha a sofrer com uma violação na segurança.

As diretrizes do GDPR determinam que as empresas devem informar aos clientes  o incidente em até 72 horas. Mas, para fazer isso é preciso ter um procedimento muito bem desenhado previamente para identificar os usuários afetados e notificá-los.  

Não se esqueça do backup

O backup é uma cópia de segurança. Se sua empresa tem um backup atualizado e seguro, mesmo que você perca informações, ainda poderá recuperá-las.

Assim, se um hacker invadir o seu site e apagá-lo, você ainda pode acessar o backup e utilizar a cópia de segurança para montá-lo novamente o mais rápido possível.

Crie termos de uso e privacidade

Os termos de uso e privacidade não evitam diretamente que os dados sejam vazados, porém, esses documentos informam aos usuários sobre como suas informações são usadas e avisam o que será feito caso haja uma quebra de sigilo.

Com isso, você estará melhor protegido juridicamente no caso de um incidente, e ainda irá conquistar a confiança do seu público.

Quer saber mais sobre proteção de dados e como reforçar a segurança digital da sua empresa? Então entre em contato com a Assis e Mendes, um escritório de advocacia especializado em Direito Digital e Tecnologia que vai ajudar a proteger os seus clientes e o seu negócio!