O Brasil se tornou um país bastante interessante no quesito empreendedorismo. As diferentes configurações de empresas e os benefícios fiscais e tributários impulsionaram a criação de novos negócios e estão ajudando a estabelecer a cultura de “ser seu próprio chefe” como uma possibilidade cada vez mais presente na vida do brasileiro.

Mas o Brasil não é o único país que permite isso. Quem tem a intenção de investir no exterior também está bem servido, e uma das opções mais buscadas hoje é Portugal.

As vantagens de empreender em Portugal

Idioma: a língua é uma das principais vantagens para quem tem a intenção de empreender em Portugal. Como o português lusitano é bem próximo do brasileiro, com um pouco de estudo é bem simples compreender o idioma.

Mão de obra disponível: um artigo da Forbes francesa apontou Portugal como um dos melhores destinos para empreendedores. A razão é simples: o povo. De acordo com o texto, existe uma boa oferta de portugueses jovens, qualificados e desempregados. Esse perfil de profissional pode ser excelente para quem está abrindo uma empresa no país e quer formar o seu quadro de funcionários com nativos.

Tempo de voo: existem muitos voos diretos para Portugal e o tempo de viagem não é dos mais longos. Um voo direto de São Paulo para Lisboa, por exemplo, deve levar entre 9 e 10 horas, o que permite que o investidor saia do Brasil a noite e chegue no destino pela manhã.

Efervescência empreendedora: assim como acontece no Brasil –  e em outros lugares do mundo – , Portugal também vive um momento empreendedor. O país está repleto de aceleradoras, incubadoras e outros negócios que têm como foco impulsionar novas empresas. Segundo a Forbes francesa, em janeiro de 2018, das 2300 startups, cerca de 34% eram estrangeiras.

Facilidades no visto: os empreendedores podem obter permissão para visitar e até residir em Portugal através do Startup Visa, um programa de vistos específicos para investidores. A intenção é atrair, principalmente, empreendedores focados em tecnologia, novos produtos e que possam impulsionar o mercado interno.

Possibilidade de investir sem sair do Brasil: se não quiser se mudar, existe uma série de negócios que podem ser criados em Portugal e gerenciados a partir do Brasil. Um dos mais populares é o investimento em imóveis.

Como se tornar um empreendedor em Portugal

O processo para investir em Portugal é basicamente o mesmo de qualquer outro país. O ideal é que você pesquise muito sobre o mercado local e faça algumas visitas para compreender melhor o perfil de público e  concorrentes.

Também é fundamental estar por dentro da economia da cidade escolhida e da legislação vigente. Entender quais são as regras para a atividade que você deseja desempenhar, passos para a formalização do negócio e regras para a contratação de funcionários é essencial para começar com o pé direito.

Paralelo a isso, pesquise qual o visto ideal para o seu caso, de acordo com o valor que deseja investir, e se vai ou não pedir residência permanente em Portugal. Todo esse processo pode demorar algumas semanas ou até meses, então é importantíssimo que você se planeje com antecedência.

Como em qualquer outro negócio, o sucesso da sua empresa em Portugal também depende de um bom plano de negócios, estratégias bem desenhadas, financeiro organizado e assessoria jurídica. Por isso, sempre que precisar de apoio jurídico, dentro ou fora do Brasil, não deixe de consultar os advogados da Assis e Mendes.