O que o recente caso do Carrefour tem a nos dizer sobre Compliance?

21 de abril de 2021

No último dia 19 de novembro de 2020, vimos ser noticiado nas mídias um caso de espancamento que acarretou na morte de um consumidor, pela equipe de segurança em exercício, dentro de um hipermercado da rede Carrefour. 

Embora o caso nitidamente envolva preceitos de direitos humanos, que por sua vez este texto não visa abordar, o caso Carrefour muito tem a nos dizer em sob a ótica empresarial, isto é, a natureza do ocorrido envolve a fragilidade da estrutura de um assunto extremamente importante para a boa condução de uma empresa: o compliance

Em um primeiro momento e fazendo uma análise apenas quanto aos aspectos empresariais, observou-se que filiais da mesma marca Carrefour têm incorrido em recorrentes falhas similares envolvendo a conduta das empresas terceirizadas contratadas para a realização da segurança. 

Tal recorrência nos leva a concluir que o problema é na verdade estrutural na gestão da rede, principalmente relacionado a falha na condução de contratos de terceirizadas, prevenção e gestão de riscos que visem evitar tais excessos em condutas como as visualizadas nos incidentes do Carrefour. 

Estes quesitos sinalizam uma falha na implementação de um programa de compliance efetivo. Um programa de compliance deve se iniciar com efetividade na adoção de seus pilares e princípios, isto é, deve-se trabalhar a liderança, a prevenção, detecção e resposta, que em conjunto garantirão o sucesso na condução do negócio, frente às esferas econômicas, sociais e ambientais.

Sempre que um destes pilares de compliance não for conduzido da forma correta ou não receber a importância e grau de atenção necessários pela empresa, temos a exposição a riscos e consequências muitas vezes imensuráveis para o negócio.

A exemplo disto, no caso do Carrefour, podemos citar como consequências negativas os danos reputacionais absorvidos pela marca, a associação da marca a condutas desrespeitosas, repugnantes e ilícitas, e ainda danos estratégicos e econômicos, como a imediata queda das ações. 

Tendo o compliance o objetivo principal de mitigar riscos, deve-se trabalhar sua aplicação no contexto de um programa que seja efetivo, capaz de não somente prevenir condutas como a observada, mas também a forma de respostas a situações críticas.

O caso Carrefour apenas fortalece o que já pontuamos inclusive em outra discussão, a importância de um programa de compliance que seja efetivo dentro de uma empresa. Isto é, um programa de compliance está fundado no estabelecimento de novos padrões éticos para a empresa, capazes de gerar uma cultura interna e externa saudável e figurando como um dos métodos mais eficazes no combate a todas as condutas nocivas organizacionais. Com isso, o benefício consequente é a elevação da empresa aos patamares tão sonhados pelo empresário.

Para mais informações sobre este e outros assuntos, a equipe de Assis e Mendes Advogados segue à disposição para esclarecimento. É só entrar em contato conosco pelo site www.assisemendes.com.br.

Thamiris Nascimento.

Compartilhe:

Mais Artigos

MITIGANDO RISCOS CONTRATUAIS: O PAPEL DA CLÁUSULA DE LIMITAÇÃO DE RESPONSABILIDADE

Nas relações contratuais, os riscos derivados da transação são uma ameaça constante, podendo comprometer a estabilidade de um negócio. Diante desse desafio, as empresas buscam estratégias para mitigar esses riscos, …

Guia orientativo: Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais com base no legítimo interesse – Você sabe como usar essa base legal dentro da sua organização?

No dia 02/02/2024 a ANPD publicou o seu mais novo guia orientativo denominado “Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais – legítimo interesse”, com o objetivo de esclarecer pontos relevantes …

RESPONSABILIDADE LEGAL NAS MÍDIAS SOCIAIS E MARKETING DIGITAL: DIRETRIZES PARA EVITAR QUESTÕES LEGAIS E LITÍGIOS

Nos últimos anos, o crescimento das mídias sociais e do marketing digital transformou o cenário da publicidade, tanto a nível nacional, quanto a nível mundial, oferecendo oportunidades para marcas e …

Maximizando a Proteção Patrimonial: O Papel Estratégico da Holding no Planejamento Sucessório

Quando nos aproximamos da fase da vida em que começamos a refletir sobre a transferência de nosso patrimônio para as próximas gerações, a preocupação com a segurança e a integridade …

O uso do Scraping e Web Crawler pode prejudicar a mim ou minha empresa?

O uso incorreto das ferramentas de raspagem da web pode trazer consequências desastrosas para sua empresa. Entenda como utilizá-las

F.A.Q – REGISTRO DE OPORTUNIDADE EM LICITAÇÕES DE TIC

Para participar de Licitações de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), as empresas devem seguir as diretrizes da Instrução Normativa SGD/ME nº 1, de abril de 2019, com suas respectivas …

Entre em contato

Nossa equipe de advogados altamente qualificados está pronta para ajudar. Seja para questões de Direito Digital, Empresarial ou Proteção de Dados estamos aqui para orientá-lo e proteger seus direitos. Entre em contato conosco agora mesmo!

Inscreva-se para nossa NewsLetter

Assine nossa Newsletter gratuitamente. Integre nossa lista de e-mails.