Fui vítima de um crime virtual: e agora?

29 de maio de 2024

No mundo digital de hoje, os crimes virtuais, também chamados de crimes digitais ou cibernéticos, se tornaram cada vez mais comuns e podem afetar qualquer pessoa. Por isso, é muito importante saber o que fazer para se proteger e buscar justiça.

Existem vários tipos de crimes que podem ser cometidos nos ambientes virtuais, dentre os quais são os mais comuns: crimes contra a vida (incitação ao suicídio), crimes contra a liberdade individual (constrangimento, intimidação sistemática ou bullying, ameaça, perseguição ou stalking, violação de correspondência, violação de segredo, invasão de dispositivo informático), crimes contra o patrimônio (furto eletrônico, extorsão, estelionato e fraude eletrônica).

Primeiramente, é de extrema importância a conscientização e a prevenção contra os crimes cibernéticos para evitar que você seja vítima de um deles e tenha seus direitos e bens lesionados. Aí vão algumas dicas do Assis e Mendes para você proteger você e os seus:

  • Não forneça suas informações pessoais, sejam dados pessoais (nome, data de nascimento, CPF, RG, endereço, telefone, entre outros) com desconhecidos. Não compartilhe login e senha com ninguém, e guarde essas informações em local seguro.
  • Use senhas fortes e exclusivas para cada uma de suas contas online. Use letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais (!@#$) para deixar suas senhas mais fortes. Não utilize nomes, datas de nascimento ou outras informações pessoais nas senhas. 
  • Mantenha seus softwares e sistemas operacionais atualizados. Isso garante que os melhores padrões de segurança dos programas de computador e aplicativos estão sendo utilizados.
  • Tenha cuidado ao clicar em links ou abrir anexos em e-mails desconhecidos. Pode ser que links ou documentos enviados a você contenham uma “armadilha” para capturar suas informações.
  • Instale um antivírus e um firewall no seu computador.

Quando perceber que você foi vítima de um crime virtual, a primeira e mais importante coisa a se fazer é preservar as provas. Não altere ou exclua nada do seu dispositivo que possa ser prova do crime, como emails, mensagens, arquivos ou histórico do navegador.

Para evitar maiores danos ou novas invasões, altere suas senhas de todas as suas contas online, incluindo e-mails, aplicativos de bancos, redes sociais e qualquer outro serviço que tenha sido comprometido.

Se você foi vítima de fraude financeira, notifique imediatamente o seu banco ou instituição financeira. 

Em qualquer caso, procure uma delegacia especializada em crimes cibernéticos ou registre o boletim de ocorrência online. A Polícia Federal possui uma Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) que investiga crimes cibernéticos em todo o Brasil. Você pode registrar um boletim de ocorrência online no site da Polícia Federal: https://www.gov.br/mj/pt-br/assuntos/noticias/policia-federal-cria-unidade-especial-para-intensificar-a-repressao-a-crimes-ciberneticos

Por último, mas não menos importante: conte com a equipe especializada do Assis e Mendes para auxiliar você a garantir e reparar os seus direitos em caso de crime cibernético.

Compartilhe:

Mais Artigos

Fui vítima de um crime virtual: e agora?

É muito importante saber o que fazer para se proteger e buscar justiça.

Minha empresa precisa mesmo de um DPO?

A obrigatoriedade do profissional é patente. Veja os motivos.

GOOGLE E JUSBRASIL SÃO OBRIGADOS A REMOVER PÁGINAS QUE EXPÕEM DADOS DE VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

As empresas responderam afirmando não terem responsabilidade sobre o conteúdo publicado

O SITE DA MINHA EMPRESA COLETA DADOS; PRECISO ME ADEQUAR À LGPD?

Se o site coleta dados pessoais por cookies, análise de tráfego, formulários de contato ou outra ferramenta, sua empresa deve estar em conformidade com a LGPD.

Na era dos cibercrimes, a sua empresa está preparada para lidar com um incidente de segurança?

Entre as ações necessárias está o Plano de Respostas a Incidentes

Comunicado | Domicílio Judicial Eletrônico

Pedimos sua atenção para uma atualização cadastral necessária: Foi instituído o Domicílio Judicial Eletrônico, com a obrigatoriedade das empresas cadastrarem um e-mail válido para receberem citações e informações da Justiça …

Entre em contato

Nossa equipe de advogados altamente qualificados está pronta para ajudar. Seja para questões de Direito Digital, Empresarial ou Proteção de Dados estamos aqui para orientá-lo e proteger seus direitos. Entre em contato conosco agora mesmo!

Inscreva-se para nossa NewsLetter

Assine nossa Newsletter gratuitamente. Integre nossa lista de e-mails.