Estratégias para adotar uma postura preventiva em conformidade com a LGPD

28 de janeiro de 2024

Vivemos em uma era em que a informação é um ativo valioso, e as empresas, mais do que nunca, estão no radar quando o assunto é tratamento de dados pessoais. 

Com a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), as organizações, além de estratégias para o cumprimento da lei,  precisam adotar uma postura proativa para garantir a contínua proteção da privacidade de seus clientes e parceiros de negócios.

Uma abordagem eficaz para a proteção de dados começa dentro da própria empresa, que deve estar atenta para implementação e desenvolvimento de políticas internas claras e abrangentes que disponham sobre a coleta, armazenamento e uso de dados.

Uma abordagem preventiva no tratamento de dados não serve apenas para atender às exigências da lei, mas também para promoção da confiança do cliente e fortalecimento da reputação da empresa. 

Neste contexto, é fundamental que as pessoas jurídicas adotem estratégias proativas para evitar possíveis incidentes relacionados a dados pessoais e, consequentemente, as sanções previstas pela LGPD, e danos à sua imagem perante o mercado.

Nesses termos, abaixo, seguem dicas práticas para adoção de uma postura preventiva frente aos ditames da LGPD:

1. Implementação de Políticas Internas

A primeira etapa para uma postura preventiva é a implementação de políticas internas claras sobre a proteção de dados. Essas políticas devem abordar aspectos como a coleta, armazenamento, processamento e compartilhamento de informações pessoais. A transparência é essencial, e as políticas devem ser facilmente compreendidas por todos os colaboradores e não devem ser percebidas como uma responsabilidade exclusiva de determinados departamentos. A conscientização de todos os colaboradores é essencial para garantir uma adesão às práticas estabelecidas, bem como, traz resultados práticos para que a LGPD esteja sempre em conformidade dentro do ambiente organizacional.

2. Treinamento de Funcionários

Considerando o primeiro item abordado, podemos perceber que os colaboradores da empresa são a linha de frente no tratamento de dados pessoais. Desta forma, é de suma importância o fornecimento de treinamentos periódicos sobre as práticas corretas de manuseio de informações. Conscientizar a equipe sobre os princípios da LGPD, destacando a importância da privacidade e a responsabilidade compartilhada, contribuirá para uma cultura organizacional centrada na proteção de dados. Ao treinar periodicamente a equipe, cria na empresa uma cultura organizacional centrada na segurança. Sem contar na redução de riscos, pois, quando todos os colaboradores compreendem as políticas de proteção de dados, a probabilidade de erros diminui significativamente. 

3. Auditorias Regulares para Garantir Conformidade

Adoção de auditorias regulares é uma prática eficaz para garantir a conformidade contínua com a LGPD. Nesses procedimentos, deve ser avaliado se as políticas internas estão sendo seguidas, se os procedimentos de segurança estão atualizados, se os colaboradores estão cientes das políticas de proteção de dados e se as práticas de tratamento estão alinhadas com os requisitos previstos em lei. A auditoria também ajuda a identificar e corrigir potenciais lacunas, antes que se tornem problemas, cujo controle dependa de esforços maiores por parte da empresa, sem contar com a diminuição de eventuais riscos pela desconformidade com a legislação.

4. Assessoria Jurídica como Aliada Estratégica

A busca pela conformidade com a LGPD pode parecer desafiadora, porém, contar com a ajuda de uma assessoria jurídica especializada pode facilitar e muito este processo. Profissionais de privacidade e proteção de dados podem orientar na elaboração e revisão de políticas, oferecer treinamentos específicos para a equipe e auxiliar na condução de auditorias regulares, garantindo que a empresa esteja sempre em conformidade com as regulamentações vigentes e atuais.

Adotar uma postura proativa em relação à privacidade e proteção de dados não é apenas uma necessidade legal, mas uma estratégia empresarial inteligente. 

Ao implementar políticas internas, investir em treinamento de funcionários, realizar auditorias regulares e contar com o auxílio de Assessorias Jurídicas especializadas no assunto, as empresas podem não apenas cumprir as exigências da LGPD, mas também construir uma reputação sólida perante o mercado. As empresas que demonstram um compromisso genuíno com a proteção de dados não apenas garantem a confiança de seus clientes, mas também estabelecem um diferencial competitivo em um mundo onde a privacidade e a segurança dos dados são prioridades incontestáveis.

Para saber mais sobre este e outros temas relacionados à proteção de dados pessoais e LGPD a equipe do Assis e Mendes possui especialistas prontos para atender as suas necessidades e de sua empresa. Entre em contato conosco pelo site www.assisemendes.com.br.

Compartilhe:

Mais Artigos

MITIGANDO RISCOS CONTRATUAIS: O PAPEL DA CLÁUSULA DE LIMITAÇÃO DE RESPONSABILIDADE

Nas relações contratuais, os riscos derivados da transação são uma ameaça constante, podendo comprometer a estabilidade de um negócio. Diante desse desafio, as empresas buscam estratégias para mitigar esses riscos, …

Guia orientativo: Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais com base no legítimo interesse – Você sabe como usar essa base legal dentro da sua organização?

No dia 02/02/2024 a ANPD publicou o seu mais novo guia orientativo denominado “Hipóteses legais de tratamento de dados pessoais – legítimo interesse”, com o objetivo de esclarecer pontos relevantes …

RESPONSABILIDADE LEGAL NAS MÍDIAS SOCIAIS E MARKETING DIGITAL: DIRETRIZES PARA EVITAR QUESTÕES LEGAIS E LITÍGIOS

Nos últimos anos, o crescimento das mídias sociais e do marketing digital transformou o cenário da publicidade, tanto a nível nacional, quanto a nível mundial, oferecendo oportunidades para marcas e …

Maximizando a Proteção Patrimonial: O Papel Estratégico da Holding no Planejamento Sucessório

Quando nos aproximamos da fase da vida em que começamos a refletir sobre a transferência de nosso patrimônio para as próximas gerações, a preocupação com a segurança e a integridade …

O uso do Scraping e Web Crawler pode prejudicar a mim ou minha empresa?

O uso incorreto das ferramentas de raspagem da web pode trazer consequências desastrosas para sua empresa. Entenda como utilizá-las

F.A.Q – REGISTRO DE OPORTUNIDADE EM LICITAÇÕES DE TIC

Para participar de Licitações de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), as empresas devem seguir as diretrizes da Instrução Normativa SGD/ME nº 1, de abril de 2019, com suas respectivas …

Entre em contato

Nossa equipe de advogados altamente qualificados está pronta para ajudar. Seja para questões de Direito Digital, Empresarial ou Proteção de Dados estamos aqui para orientá-lo e proteger seus direitos. Entre em contato conosco agora mesmo!

Inscreva-se para nossa NewsLetter

Assine nossa Newsletter gratuitamente. Integre nossa lista de e-mails.