Clonaram meu número de telefone, e agora?

29 de janeiro de 2019

“Oi, tudo bem? Estou passando por uma emergência seríssima e preciso muito da sua ajuda. Pode me fazer um depósito a título de empréstimo? Te devolvo na semana que vem! Vou passar a conta, ok?”. Se você recebesse uma mensagem como essa de um amigo próximo ou familiar, ficaria desconfiado? Ou faria rapidamente o depósito? Afinal, é uma emergência, não é?!

Existe sim a possibilidade do seu ente querido realmente estar em uma situação complicada e precisar do dinheiro. Mas as chances de ser um golpe de clonagem de telefone são ainda maiores.

Crimes como esses têm acontecido com cada vez mais frequência e exigem mais atenção, principalmente, dos usuários de redes sociais e aplicativos de mensagens, como o WhatsApp. Isso porque esses são os principais alvos dos criminosos, que se utilizam dos seus perfis e números pessoais para enganar seus contatos.

Se você ou alguém próximo está passando por esse tipo de golpe, confira o que você deve fazer.

Notifique seus contatos

Assim que identificar que alguém está usando seu telefone ou conta em algum aplicativo para se passar por você notifique os outros contatos para que outras pessoas não caiam no golpe. Você pode fazer isso por mensagem direta e também em posts públicos em suas redes sociais.

Faça um boletim de ocorrência

Esse tipo de golpe é considerado um crime digital que envolve falsidade ideológica e estelionato, e por isso pode ser registrado em um boletim de ocorrência. O ideal é ir até uma delegacia e fazer o boletim descrevendo tudo o que aconteceu, o teor das mensagens enviadas e quem foram as vítimas.

Mude suas senhas

Também é fundamental mudar as suas senhas, mesmo as de outras plataformas que não estejam diretamente ligadas ao foco do golpe. Como o criminoso foi capaz de utilizar um dos seus canais de comunicação, ele pode sim estar se preparando para usar outros para a mesma finalidade. Por precaução, mude todas as senhas.

Habilite a confirmação em duas etapas

Muitos provedores de e-mails, redes sociais e até aplicativos de mensagens também oferecem a confirmação de acesso em duas etapas.

Nesses casos, além da sua senha padrão também é gerado um outro tipo de confirmação, que pode ser uma palavra, uma outra senha ou um tolken gerado por um aplicativo complementar. Tudo isso aumenta a segurança, o que alguém que acabou de ser vítima de um golpe digital deve desejar.

Consulte o banco

Normalmente, nesse tipo de golpe de clonagem de telefone e pedido de depósito as contas destinatárias são frias. Mas os criminosos também podem ter tentado acionar algum tipo de serviço ou saque a partir da sua conta bancária.

Por isso, também é importante entrar em contato com o seu banco e verificar se foram feitas transações ou contratações de produtos bancários. Aproveite para informar que você foi vítima de um golpe e bloquear cartões e outros serviços se você suspeitar que os golpistas podem tentar utilizá-los.

Contate a operadora

A operadora de telefonia deve ser acionada e informada sobre o que está acontecendo. Eles devem cancelar imediatamente a linha e bloquear o seu acesso aos aplicativos de mensagem e redes sociais. O ideal também é que eles forneçam um histórico completo de ligações e mensagem, para ajudar nas investigações posteriormente.

Se você tiver outras linhas cadastradas no seu CPF ou CNPJ é importante verificar se elas não foram clonadas.

Oriente as vítimas

Se você identificou que alguns dos seus contatos chegaram a enviar dinheiro para os criminosos indique que eles procurem seus bancos e solicitem o bloqueio dos valores antes dos saques.

Contate um advogado

Também é fundamental contatar um advogado para que ele possa te ajudar a entender a extensão do crime e avaliar as responsabilidades legais da operadora de telefonia e do banco nesse cenário. Em muitos casos, as ações de dano moral e lucro cessante são empregadas nesses casos e dão retorno para as vítimas.

Os advogados da Assis e Mendes são especialistas em Direito Digital e Tecnologia e estão preparados para te ajudar em casos de crimes digitais como este. Entre em contato e marque uma consulta!

Compartilhe:

Mais Artigos

Fui vítima de um crime virtual: e agora?

É muito importante saber o que fazer para se proteger e buscar justiça.

Minha empresa precisa mesmo de um DPO?

A obrigatoriedade do profissional é patente. Veja os motivos.

GOOGLE E JUSBRASIL SÃO OBRIGADOS A REMOVER PÁGINAS QUE EXPÕEM DADOS DE VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

As empresas responderam afirmando não terem responsabilidade sobre o conteúdo publicado

O SITE DA MINHA EMPRESA COLETA DADOS; PRECISO ME ADEQUAR À LGPD?

Se o site coleta dados pessoais por cookies, análise de tráfego, formulários de contato ou outra ferramenta, sua empresa deve estar em conformidade com a LGPD.

Na era dos cibercrimes, a sua empresa está preparada para lidar com um incidente de segurança?

Entre as ações necessárias está o Plano de Respostas a Incidentes

Comunicado | Domicílio Judicial Eletrônico

Pedimos sua atenção para uma atualização cadastral necessária: Foi instituído o Domicílio Judicial Eletrônico, com a obrigatoriedade das empresas cadastrarem um e-mail válido para receberem citações e informações da Justiça …

Entre em contato

Nossa equipe de advogados altamente qualificados está pronta para ajudar. Seja para questões de Direito Digital, Empresarial ou Proteção de Dados estamos aqui para orientá-lo e proteger seus direitos. Entre em contato conosco agora mesmo!

Inscreva-se para nossa NewsLetter

Assine nossa Newsletter gratuitamente. Integre nossa lista de e-mails.